Help me, I hate prepositions!

Hi everyone

Outro dia eu estava conversando com um aluno e ele comentou que detestava preposições. Veja bem, não era simplesmente não gostar ou ter dificuldade, o sentimento já estava in other level, era detestar mesmo.

Vários alunos viram os olhos em desespero quando corrijo a preposição que usaram.

Mas será que o problema é com elas mesmo? Calma, calma, não estou transferindo a culpa para os alunos que sofrem para lembrar dessas coisinhas tristes que afetam tanto a comunicação. Talvez o problema seja a maneira de olhar para as preposições!

Então você se pergunta “How come?” e eu explico: na maioria das vezes em que corrijo as preposições usadas por meus alunos, o fator principal era a palavra que vinha antes.

Você sabia que determinados verbos ou adjetivos só podem ser usados com uma preposição específica? Quer um exemplo fácil? Então imagina, se eu peço pra você fazer uma frase com o verbo listen, qual a preposição que você usa? Estou com meus dedos cruzados para ouvir um ressonante to; sim, é isso mesmo, o verbo listen pede a preposição to. Portanto, sua frase deveria ser algo do tipo “I listen to…music/the man/the dog…etc“.

A isso dá-se o belo nome de dependent preposition, como o próprio nome diz, a preposição depende do verbo ou adjetivo usado. Não dá pra discutir com a coitada, ela é ‘dependente’….rs

Dessa forma, que tal olhar para as preposições de um novo ponto de vista? Olhe para o que está do lado delas, expaaaaanda a sua visão.

Você deve estar se perguntando “And what should I do with that information?“, well my dear, você aprende a usar a ferramenta certa para ajudá-lo – o bom e velho dicionário! Sim, dicionário, porque até que você decore o uso, precisará de ajuda para saber se está fazendo a construção correta.

Então vamos para outro ponto interessante. Você sabe como usar o dicionário? Parece uma pergunta bobinha, mas não é. Muitos alunos têm tão pouca familiaridade com o dicionário que não fazem ideia de como ele pode ser útil.

Veja este exemplo do adjetivo afraid tirado do Cambridge dictionary online:

Afraid

Como pode ver, o dicionário traz exemplos de frases que usam o adjetivo afraid seguido de uma preposição destacada em negrito. In other words, o dicionário já dá a dica de qual a preposição usada.

Observe o primeiro exemplo:

  • I’ve always been afraid of flying/heights/spiders (ter medo de algo), a preposição correta é OF.

Assim, da próxima vez que você disser que tem medo de preposições, diga “I’m afraid of prepositions.” 

Ouvi alguém ai no fundo dizendo “Whyyyyy?”, simple dear, porque é assim. Não adianta brigar com a regra, aceite e use! É como no Português e na música do Titãs “Você tem medo DE quê?”. Olha a nossa preposição aí gente!

Continuando, no segundo exemplo:

  • She was afraid for her children. (temer pelas crianças), a preposição correta é FOR.

Veja que a frase diz Ela temia pelas crianças, não Ela tem medo de crianças, ou seja, she’s not afraid of children; o que queremos dizer é que ela teme pelas crianças, talvez elas possam estar em perigo, possam se ferir. A frase indica uma preocupação com as crianças. A preposição muda de acordo com a ideia. Legal, né?

Vamos para o próximo exemplo:

  • Don’t be afraid to say what you think. (Não tenha medo de dizer o que pensa.)

Aqui, a preposição é TO (opa…ouvi outro Whyyyyyy? ). A preposição mudou again, sim eu sei, again…., porque o adjetivo veio agora seguido de um verbo – regra pouca é bobagem…rs

E no último exemplo:

  • She was afraid that he might be upset if she told him. (Ela tinha receio que ele pudesse ficar chateado se ela contasse a ele).

Cadê a preposição pessoal? Isso mesmo, não precisamos dela porque nesse caso usamos um pronome that/he depois do adjetivo. 

Viu só? Não é uma simples questão de preposição, é uma questão de saber olhar, saber o que se quer dizer e, é lógico, ter um ótimo dicionário do seu lado até que a construção seja tão natural que você não vai mais precisar consultar. Acredite, um dia a coisa vai ser mais automática, ao menos com os verbos e adjetivos usados com mais frequência.

In short, da próxima vez que você sentir um arrepio na espinha só de pensar em preposição, lembre-se de ampliar o horizonte, de analisar a palavra que vem antes e, em caso de dúvida, de usar um dicionário para identificar a preposição correta.

If you want, there is a list of adjectives followed by prepositions here and a list of verbs followed by prepositions  here.

Enjoy your learning!

Note: On the first image, our little friend Wilbur found a position but it wasn’t what he wanted. Can you tell me what is wrong with his sign?
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s